.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Contos de uma puta... pox...

. Adoro Putas

. ...

. Sugestão para a matricula...

. Morte á porta...!

. A verdade da versao putas...

. Outra vez as putas...

. ...

. italianos = bebe merda

. A coninha...

.arquivos

. Julho 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds

Segunda-feira, 10 de Julho de 2006

Contos de uma puta... poxa! é azar tinha k ser brasileira!

 

Sou casada, loira, 1,67m, um pouco gordinha, mas muito admirada pelos homens e por meu marido que adora minha bunda. Estávamos passeando no shopping de Recife, eu mais a frente de calça jens bem colada e uma blusa com decote provocante, e ele ficou olhando uma vitrine, quando percebi que tinha um cara me seguindo para olhar minha bunda e pra ter certeza, entrei numa loja e ele parou na frente disfarçando, esperando que eu saisse. Lembrei que meu marido tinha essa fantasia de me ver sendo admirada num lugar público, mas para não espantar o admirador, não fui ao encontro de meu marido, liguei e contei, quando ele disse que estava percebendo e queria aproveitar a oportunidade me incentivando a deixar o cara chegar e me orientando a ir em direção aos cinemas. Não deu outra, dei umas olhadas pro cara, um moreno alto e bonito, e ele se aproximou, quando conversamos e resolvemos entrar no cinema. Sentamos bem atrás e meu marido também entrou e ficou um pouco distante, fazendo de conta que não nos conheciamos. O Paulo, meu admirador, disse que eu tinha um corpo lindo e confessou que estava me seguindo, quando agradeci e também lhe elogiei, dizendo que era casada, mas não morava em Recife, por isso estava mais tranquila de estar ali no cinema. Logo que começou o filme, ele me beijou demoradamente, pegou nos meus seios e começamos um sarro, parecendo dois adolescentes aproveitando o escurinho do cinema. Meu marido ficou acompanhando tudo e isso me dava mais tranquilidade, até fiquei admirada comigo mesma de como relaxei apesar de estar com outro homem num lugar público. Abri a calça dele e enfiei a mão pegando naquele pau quente e latejante sem mais nemhum obstáculo, foi alucinante sentir aquele pau na minha mão, apertei e depois acariciei, passando a fazer o movimento de masturbação que os homens adoram. Ele pedia pra eu chupar, mas eu relutei com medo de ser surpreendida por algum fiscal, até que consegui baixar a cabeça e colocar aquele membro enorme na boca, a cabeça estava inchada, quase não cabia, suguei, lambi e depois voltei a beijar o Paulo na Boca. Ele então chupou meus peitos e enfiou o dedo na minha xota, me fazendo delirar de prazer, coloquei a mão tapando minha boca pra não gemer alto. Ele dizia pra gente sair dali e ir para um motel, e eu consentia dizendo "depois, vamos ficar um pouco mais aqui", lembrando que meu marido estava por perto. Gozei gostoso naquele dedinho, enquanto pegava naquele pau enorme. Foi Um delícia, não vi nem o filme passar. No final, disse que era casada e meu marido estava vindo me buscar, peguei o fone do Paulo (nome fictício), e nos despedimos. Meu marido ligou e me mandou ir em direção a saída e lá nos encontramos. Ele estava doido de tesão. Fomos para o hotel e fudemos loucamente relembrando a cena. Não imaginava que ele ia gostar tanto. Beijos. roberta. João Pessoa.

publicado por Bernna às 12:36

link do post | favorito
De roberto a 5 de Setembro de 2007 às 18:36
adorei esse conto , espero que mim mande mais contos . sou casado e tenho a mesma tesão de ver minha mulher fazendo isso com outro 96201514 sou de recife
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres